anatomia humana e o desenho

desenho fodarastico

 

O caso da anatomia humana

Se você não conhece pelo menos basicamente as noções básicas, pode ter a certeza que vai cometer diversos erros, e muito facilmente visíveis. Mesmo para quem que interessa em simplesmenete em desenhar os mangás, e não quer saber nada sobre os famosos clássicos, não têm como escapar: Os defeitos vão aparecer.

 

 

Aqui eu faço exatamente a minha observação: Quando recebi os diversos trabalhos de desenhistas, e que tinham diversas figuras humanas, estas foram as primeiras a serem avaliadas. De onde tiro uma certa conclusão se o sujeito de fato é bom ou realmente não. Principalmente se você tiver retratos. Justamente aonde os diversos defeitos são bem mais visíveis.

Se você realmente pretende desenhar figuras humanas, deve conhecer muito toda a anatomia. E a melhor maneira de fazer isso é sem duvidas praticando, seja através de observações, ou até mesmo através de livros mesmo. Você pode usar os diversos mangás ou os quadrinhos. Mas eles tem diversos problemas, além de muitas vantagens.

 

Os papéis

Eles são bastante fundamentais para o desenhista. Existem diversos tipos, de acordo com as técnicas empregadas. Para desenhos como a nanquim, e utilizados em diversos quadrinhos, o melhor que encontrei foi o famoso Shoeller do tipo liso. Ele é bem branco e tem vários aspecto de cartolina, mas não mesmo amarela com o tempo. Pois, é basicamente feito de fibra de algodão, e sem ácido. Os traços são basicamente feitos a nanquim podem ser raspados com uma boa lâmina de barbear, para efetuar todas as correções. Também pode ser molhado com um pano bem úmido, e ao secar, mantém o mesmo aspecto. Foi o 1º papel de qualidade que trabalhei, e nunca realmente vou esquecer. Mas vai ver o preço de uma simples folha dessa. Como está inacessível para uns simples mortais, e principalmente para todos desenhistas iniciantes.

 

Eis as opções interessantes:

 

Linha Escolar Cansonino – Vem com um bloco de 20 folhas de 140 g/m2 no formato em A4 (29,7 x 212 cm), e ligeiramente bastante amarelado. Tem pH neutro (sem acidez). Ideal para desenho com um lápis e carvão (pois, é um pouco rugoso). Mas aceita também o nanquim e também até pinturas.
Canson Layout para um bom desenho – Bloco de 20 folhas a 180 g/m2 no formato A4. Branco também liso. Ideal para traços no formato nanquim.

 
Canson para aquarela, acrílico e pastel de formato Bloco de 12 folhas a 300 g/m2 no formato A4. Bem rugoso nem um lado, e menos no outro. Tem um tom amarelado.
Vegetal liso (da marca Spiral) – Bloco de 50 folhas a 70/75 g/m2. Muito utilizado em diversos desenhos técnicos a nanquim. Mas exatamente no nosso caso, serve para transferir diversos desenhos, uma vez que dá para ver todos os traços por baixo da folha, devido a um certa translucidez. A meu ver, é um bom material que não pode faltar na sua prancheta de desenhista.

 
Papel Report Multiuso (conhecido como “sulfite”) – Pacote de até 500 folhas, no formato A4 (ou carta) a 90 g/m2 (se possível), ou 75 g/m2 (caso não). Evite a da marca que é “famosa” Chamex (e o Chamequinho), pois, são bastante ruins. Geralmente utilizado em diversas impressoras e nas fotocópias. Mas no nosso caso, é simplesmente para rascunho mesmo.

 
Papel Kraft – Aquele que é da cor parda, para embrulhos. Portanto, geralmente está disponível de graça (desde que você compre o produto embrulhado com ele). Adquira então algumas folhas grandes e também em uma papelaria especializada. É excelente para esboços e também carvão e sangüínea (mais tarde explico exatamente o que é isto), além de diversos usos que são bastante interessantes.